HackTalks | Blog de Ideias e Conexões de Impacto | por HackTown
HackTalks 2020

“Nós realocamos, todos os anos, a empresa toda para outra cidade da Europa, durante um mês, para comemorar o sucesso do ano anterior”

Carlos Henrique Vilela
Carlos Henrique Vilela 8min de leitura

Em um bate papo bem interessante, Anna Gullstrand, VP de Pessoas da Mentimeter, fala sobre a forma que a empresa trabalha sua cultura colaborativa e inovadora, além de como seu produto ajuda nesse sentido. Confira.

Conte-nos um pouco sobre você e sobre a sua carreira.

Sou uma pessoa curiosa e criativa, que sempre foi apaixonada em como todo mundo pode viver a vida ao máximo. Adoro explorar perguntas como: O que me faz feliz e por quê? O que me traz significado? Onde posso impactar? O que minha alma me diz para fazer?

Nunca gostei do termo equilíbrio trabalho-vida pessoal, pois sugere que “trabalho” e “vida” sejam separados. Na verdade, só temos uma vida. E existe apenas um planeta. Como passamos um terço da nossa vida no trabalho, devemos ter certeza de que fazemos coisas que nos trazem significado, que nos diverte e nos faz sentir bem. Cuidar uns dos outros e do nosso planeta, essa é a minha missão.

Me conectei fortemente com meus valores no programa Digital Media Creative da Hyper Island, escola globalmente reconhecida, onde estudei em 2002. Durante minha carreira, trabalhei principalmente em agências de publicidade na Suécia, Finlândia e Rússia, como estrategista e CEO. Também atuei como facilitadora e designer de processos. Há alguns meses, passei a fazer parte do time da Mentimeter, empresa em rápida expansão e com uma proposta incrível, como sua primeira Vice-Presidente de Pessoas. Atuo, agora, para que mais vozes sejam ouvidas, o que se conecta muito com meu propósito.

O que a Mentimeter faz? E qual é exatamente o seu papel na empresa?

Ok! Vamos começar com o problema. Imagine em quantas reuniões chatas você esteve; quantas palestras você assistiu sem lembrar de nada depois; o quanto você fica desmotivado quando as pessoas só falam e não ouvem; como é devastador quando sua opinião não é solicitada nem valorizada.

O Mentimeter tem como objetivo fazer com que mais vozes sejam ouvidas, ajudando as pessoas a colaborar. Trata-se de liberar todo o potencial de um time – não importa se são cinco ou cinco mil. 

Nossa cultura no Mentimeter é construída com os mesmos princípios. Sabemos que as melhores decisões são tomadas pelas pessoas que tem mais proximidade com o conhecimento e sabemos que precisamos fazer um esforço extra para incluir todos ativamente. Só assim todas as vozes importantes serão ouvidas. Temos uma organização bem horizontal que funciona de maneira eficaz graças ao nosso compromisso com nossos valores.

Meu papel como VP de pessoas é permitir que todos os colegas de trabalho façam sua mágica. Na prática, isso significa que trabalho com a criação de um ambiente de aprendizado, ou seja, equipes de alto desempenho, treinamentos de auto liderança, experiência de colegas de trabalho, coaching de liderança, cultura de feedback, resiliência etc. 

No fim das contas, quando as pessoas crescem, a empresa cresce junto. Hoje, a Mentimeter possui clientes em todo o mundo, com mais de 100 milhões de usuários. Estamos sediados em Estocolmo, na Suécia, e abriremos nosso segundo escritório, no Canadá, no ano que vem.

E a ferramenta Mentimeter? Como funciona?

É bem simples. Você pode criar toda a sua apresentação, treinamento ou design de workshop na nossa ferramenta, na qual você pode, inclusive, criar uma conta gratuita, aqui, e adicionar a interatividade que você prefere. Pode ser, por exemplo, uma enquete, um questionário ou permitir que as pessoas enviem idéias, façam perguntas, votem ou priorizem. Ao adicionar a interatividade, você faz com que todos os participantes se sintam mais incluídos e envolvidos, e o mais importante, obtém a contribuição valiosa de todos. Os participantes interagem com o telefone celular ou computador e não precisam baixar nenhum software. A ideia da ferramenta Mentimeter é levar a comunicação, ensino e facilitação para um próximo nível.

Um fato interessante é que o Brasil é um dos nossos mercados que mais crescem. Apenas no mês passado, 10% dos nossos usuários vieram do país. Começamos a ver esse padrão há um ano, mais ou menos, e depois fomos ao Brasil para ouvir mais os usuários para entender como eles estavam usando o produto. Uma visão interessante que conseguimos em campo é que, no Brasil, o Mentimeter foi descrito como uma ferramenta de comunicação mais ampla, e não apenas que auxilia em uma apresentação ou que seja uma ferramenta de enquetes.

Qual a relevância da cultura pela qual uma empresa atua? E como construir uma cultura que libere todo o potencial de uma equipe em termos de criatividade, engajamento, motivação e altos resultados?

Inúmeros estudos, tanto nos campos do comportamento quanto da neurociência, confirmam que a segurança psicológica é crucial para a inovação e o alto desempenho. Se você é um líder, acredito que essa é sua missão mais importante: fazer com que as pessoas da sua equipe se sintam aceitas, valorizadas e seguras. Digo seguras em serem elas mesmas, seguras em mostrar vulnerabilidade, seguras em discordar ou falhar, tudo isso sem medo de serem punidas ou excluídas. Quando isso é real, você cria uma organização sem medo que pode operar em um ambiente complexo e de rápida mudança.

Como líder, é essencial que você modele esse comportamento. Você precisa mostrar que é humano, que é vulnerável, que não sabe tudo e que também comete erros. E você precisa mostrar muita compaixão pelos seus colegas de trabalho quando eles ousam fazer o mesmo. Tudo isso requer coragem, e é algo que está muito longe da ideia tradicional de um líder “forte”. Além disso, pesquisas mostram que a transparência cria segurança, ou seja, as pessoas tem segurança quando sentem que todas as informações estão à tona e não há agenda oculta.

Na Mentimeter, trabalhamos com muita consciência, com inclusão ativa, transparência e apreciação. Temos, por exemplo, um canal de elogios no Slack que é muito movimentado todos os dias. Essa é uma maneira de criar felicidade e bem-estar. Afinal, pesquisas em psicologia positiva nos dizem que demonstrar gratidão e apreço está forte e consistentemente associado a uma maior felicidade.

Quando você se sente apreciado, se sente mais seguro e também reage menos defensivamente quando recebe feedback sobre o que melhorar. Outro exemplo relacionado ao feedback é que nós temos um processo constante, com uma estruturação 360. Baseamos o feedback em nossos valores fundamentais: incluir todos, trabalhar de forma inteligente, sermos responsáveis, sermos humildes e nos divertirmos.

Ao seu ver, como a ferramenta pode ajudar as empresas a construírem uma cultura como essa?

Usamos o Mentimeter para criar transparência, obter feedback importante, aprender e crescer como organização. Em nossas reuniões semanais de equipe, quando todos os 90 colegas participam, temos muitas pesquisas, priorizações, perguntas e reflexões. Além disso, ativamos o bate-papo para que as pessoas possam comentar a apresentação em tempo real, o que torna tudo aberto e super envolvente. 

O produto é muito eficiente, aliás, em grandes grupos quando você deseja garantir que as informações fornecidas sejam claras a todos. Por exemplo, em nossas reuniões, qualquer pessoa pode fazer uma pergunta anônima a Johnny, nosso CEO, através do sistema, e ele responderá imediatamente.

Todos os anos a Mentimeter muda sua equipe inteira para uma nova cidade da Europa durante um mês inteiro. Como isso funciona? Como isso contribui para os resultados da empresa?

Nós realocamos, todos os anos, a empresa toda para outra cidade da Europa, durante um mês, para comemorar o sucesso do ano anterior. É fantástico. Durante o dia, é o trabalho de sempre, mas inspirado em nosso novo ambiente. Já de noite, há muitas atividades sociais acontecendo. Em um novo contexto, você absorve informações diferentes e é empurrado um pouco para fora da sua zona de conforto, o que vai alimentar sua criatividade.

Na nossa realocação, as pessoas se conhecem melhor e vão construindo relacionamentos mais profundos e consistentes, o que cria a segurança psicológica da qual eu falei antes. Também é importante para a motivação e envolvimento ter amigos no trabalho, e nossa viagem constrói essas relações, com certeza. Acreditamos firmemente na combinação de diversão e profissionalismo, e que eles não se contradigam.

Medimos nossos níveis de engajamento continuamente e nossos números são extremamente altos. Pesquisas mostram que as empresas que obtêm sucesso com o engajamento são mais lucrativas, o que obviamente é importante para nós. Mas, na verdade, também nos pautamos muito pelo fato básico de que você só tem uma vida. É isso. Estamos construindo um produto importante juntos e nos divertimos ao fazê-lo.

Quando se fala em cultura empresarial, muito se diz sobre Mindset de Crescimento Acelerado como estratégia para a gestão de pessoas. Qual é a sua opinião sobre isso?

Isso é verdade, ao meu ver. Pessoas com uma mentalidade de crescimento acelerado apresentam desempenho superior ao longo do tempo. Pesquisas mostram que podemos treinar nosso cérebro e nossa mentalidade, da mesma maneira que vamos à academia para treinar nossos músculos.

A mentalidade de crescimento acelerado é perceber que você estará em uma jornada de aprendizado a vida toda. Nós o promovemos experimentando, fazendo avaliações, dando feedback um ao outro e compartilhando nossos aprendizados pessoais, idéias e reflexões. Também convidamos todos os funcionários a diferentes treinamentos de auto-liderança a cada mês.

Uma coisa interessante é que não temos bônus individuais em nossa equipe de vendas. Isso se dá porque acreditamos que provocaria um comportamento mais competitivo, onde as pessoas não compartilham conhecimentos ou aprendizados umas com as outras. Na Mentimeter, somos inspirados pelo sucesso um do outro e nos ajudamos a ter sucesso.

Onde a liderança se encaixa em tudo isso? Como os líderes podem desempenhar um papel relevante na construção de uma mentalidade de crescimento para suas equipes?

Um líder inspira uma mentalidade de crescimento pela maneira como se comporta e conversa com os funcionários, quais perguntas eles fazem e a que tipo de reuniões eles convidam a equipe. É a diferença entre dizer “Por que você falhou?” e “O que você aprendeu?”.

Um líder de mentalidade de crescimento está abraçando o desafio e a incerteza com um espírito positivo. Ele aprende com sucessos e erros e inspira a equipe a dar os próximos passos ousados. É também sobre não desistir e ser persistente, porque às vezes leva tempo para aprender algo novo e acertar. Esse tipo de líder organiza avaliações de projetos e sessões de feedback regularmente e participa em igualdade de condições.

Pra finalizar, você acabou de publicar um livro, “Facilitera!”. Conte-nos mais sobre isso.

Obrigado por perguntar. Publicar um livro é um sonho que está se tornando realidade.

É um livro sobre “facilitação” como uma habilidade, e como você pode ter uma abordagem facilitadora como líder. Um facilitador assume o papel de um líder imparcial em um workshop ou reunião e se concentra no desenho do processo e em como o grupo realmente coopera e se comporta. Acredito muito em processos criativos e no fato de que pessoas em uma equipe podem fazer maravilhas em conjunto se conseguirem algum apoio no caminho.

Por um longo tempo, o mercado criativo se baseou em uma ideia tóxica de que alguns criativos são “estrelas do rock” e que é só se isolarem em uma sala e vão criar idéias premiadas. O mesmo vale para alguns empreendedores. Acredito que todos e cada um de nós somos astros do rock e que é uma cultura colaborativa e de aprendizado é o que vencerá a corrida a longo prazo. Acredito muito no poder do “juntos”. E é disso que trata meu livro, assim como a Mentimeter. 

Carlos Henrique Vilela

Cofundador, Head de Curadoria do HackTown / Head de Marketing e Inovação na Leucotron / Head de conteúdo do HackTalks

Mais Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Orgulhosamente Desenvolvido por Trackdev