HackTalks | Blog de Ideias e Conexões de Impacto | por HackTown
HackTalks 2020

11 startups inovadoras criadas em Santa Rita do Sapucaí

Carlos Henrique Vilela
Carlos Henrique Vilela 8min de leitura

Mapeamos 11 startups inovadoras do “Vale do Silício” brasileiro que valem a pena conhecer. Confira.


Projeto da startup Incharge, de Santa Rita do Sapucaí, com a BMW na cidade de São Paulo

Santa Rita do Sapucaí é um pequeno município no sul de Minas Gerais, com 40 mil habitantes e um impressionante cenário de empreendedorismo e inovação. A cidade conta com mais de 150 empresas de tecnologia, em sua maioria iniciadas ali, como Leucotron, DL, PIXEL TI, JFL, entre outras de destaque no Brasil e lá fora, além de multinacionais que adquiriram ou se uniram a empresas locais e se instalaram por lá, como por exemplo Hitachi, Nice, Watchguard e Xiaomi.

Santa Rita também é sede de centros de P&D e desenvolvimento de software e hardware, da primeira escola de eletrônica da América Latina, a ETE FMC, de um instituto de tecnologia protagonista do desenvolvimento tecnológico mundial, o INATEL, de uma conceituada business school, a FAI, e do principal festival de inovação da América Latina, o HackTown, que trouxe à cidade a primeira Casa Google fora dos EUA e também a primeira Casa Tim 5G, com experiências relacionadas a esta tecnologia. Além disso, tem um forte ecossistema de startups com incubadoras e processos de aceleração reconhecidos nacionalmente, e profissionais dos mais diversos países vivendo ali.

Além da tecnologia, Santa Rita do Sapucaí também se destaca pela sua economia criativa. Berço de um dos projetos de cidades criativas mais reconhecidos mundialmente, o Cidade Criativa, Cidade Feliz (vale a pena conferir um documentário sobre isso, aqui), a cidade é sede de um dos maiores carnavais do Brasil, o Bloco do Urso, tem uma cena musical e artística forte, contando inclusive com dois dos principais teatros do estado de Minas Gerais, o Teatro INATEL (capacidade para 825 pessoas) e o Teatro Sinhá Moreira (capacidade para mil pessoas), na ETE FMC, e uma intensa cena de cafés especiais e cafeterias que vem impulsionando o turismo local.

Santa Rita do Sapucaí

Tais números e fatos já mereceriam destaque para o caso de uma grande cidade, mas para um local com apenas 40 mil habitantes e um modelo singular de desenvolvimento qualitativo ao invés de quantitativo, tudo isso impressiona até mesmo em patamar global. Não é à toa que a cidade ganhou o apelido de “Vale do Silício do Brasil” – com as devidas proporções, é claro. E tudo isso teve início pela ação de uma visionária mulher, na década de 1950, que vale muito a pena conhecer a história, aqui.

Para quem se interessou no ecossistema de inovação da pequena Santa Rita do Sapucaí, vale também ouvir o depoimento do jornalista Marcelo Tas, no seu podcast na CBN, no player logo abaixo:

Santa Rita, no entanto, não é assunto novo aqui no HackTalks, mas atendendo a diversos pedidos que temos recebido dos nossos leitores, que querem conhecer o que acontece por lá mais a fundo, mapeamos 11 startups criadas e baseadas em Santa Rita do Sapucaí, entre quase uma centena, e que merecem destaque aqui. Vamos lá…

Incharge

​Enquanto veículos de duas rodas, como as patinetes, podem ter suas baterias carregadas em uma tomada comum, o Brasil tem hoje um déficit de abastecimento para a próxima fronteira da mobilidade elétrica: os carros. Além disso, a autonomia dos carros elétricos ainda é limitada a algumas centenas de quilômetros. Como não há eletropostos em cada esquina, a Incharge oferece o serviço de abastecimento em locais públicos, utilizando um dispositivo inteligente que desenvolveu. O exemplo mais recente de aplicação do serviço da Incharge foi a parceria da startup com a alemã BMW para criar uma rede de carregamento de carros elétricos na cidade de São Paulo, que em breve deve se espalhar não só pelo país, mas também pelo mundo.

4intelligence

A 4intelligence oferece uma plataforma de inteligência competitiva para suporte na tomada de decisões estratégicas e táticas em grandes corporações. Utilizando ciência de dados e inteligência artificial, a startup tem hoje entre seus clientes as principais multinacionais e corporações com presença no mercado brasileiro, tornando simples e intuitivo o uso de modelos estatísticos e econométricos, além de complexos algoritmos matemáticos, e uma rica base de dados econômicos em nível regional.

Nowigo

A Nowigo oferece um sistema que une uma plataforma digital e dispositivos de RFID, como pulseiras e cartões de acesso, para controle de acesso e sistema de pagamento cashless, ou seja, sem o uso de dinheiro, além de um sistema de Business Intelligence que fornece estatísticas e insights por meio de inteligência artificial para o planejamento da experiência de seus clientes, que incluem grandes eventos, resorts, cruzeiros marítimos e até mesmo cidades inteligentes.

Agrorigem

A Agrorigem utiliza a tecnologia digital para promover a venda de microlotes de café especial cru de produtores brasileiros a distribuidores e cafeterias do mundo todo. Com atuação principalmente no mercado europeu e brasileiro, a startup preza pelo preço justo na compra destes microlotes de qualidade realmente superior e até mesmo rara, proporcionando ao produtor ganhos realmente condizentes com o produto que, tradicionalmente, acaba sendo comercializado pelo mercado como commodity. Além disso, oferece aos compradores as informações de origem, história do produtor, e de todo o processo de plantio, cultivo, torrefação, avaliação final da bebida.

Neurobrinq

A Neurobrinq é uma startup de Internet das Coisas (IoT) que oferece um sistema para ajudar no desenvolvimento sensorial de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Por meio de um aplicativo, é possível que um terapeuta, professor ou até mesmo os pais controlem uma série de dispositivos de experiência também feitos pela startup, e vão desde um painel sensorial tátil, a piscina de bolinhas iluminada, colunas de borbulhar que alteram de cor, parede de escalada formada por letras do alfabeto e dispositivos que simulam vento, chuva, bolhas de sabão, cores e aromas.

Aurem

A Aurem tem foco na inclusão de alunos surdos e deficientes auditivos em sala de aula. Por meio de um software de reconhecimento de voz e inteligência artificial, a fala do professor é captada e transcrita em tempo real, possibilitando que aulas, palestras e outras experiências de aprendizados sejam “legendadas” instantaneamente. À medida que a aula acontece, as legendas podem aparecer no slide do professor ou no dispositivo, smartphone ou notebook do aluno.

Laager

A Laager é um startup de IoT focada em evitar desperdícios de recursos energéticos. Através de sensores nos medidores de consumo de água, gás, energia e até de iluminação pública, proporciona uma gestão e previsão não só de consumo mas principalmente de anomalias como desperdícios, por exemplo, sendo capaz de detectar vazamentos, furtos e “gatos”, e gastos desnecessários por meio de um aplicativo, com informações em tempo real.

Estágio Online

O Estágio Online é uma plataforma que ajuda o RH das empresas a gerenciar todo o processo relacionado a estágios, com um portfólio de clientes que inclui algumas das principais multinacionais e corporações atuantes no mercado brasileiro. A startup conta com uma comunidade de mais de um milhão de jovens universitários e, a partir daí, oferece a possibilidade de divulgar as vagas e trabalhar o employee branding das empresas em suas plataformas de conteúdo. Em seguida, com um sistema que envolve avaliação humana e de análise inteligente de dados, facilita na escolha dos que mais se adaptam a determinada vaga e ao perfil da empresa, além de fornecer um sistema digital para agilizar os processos burocráticos e facilitar a gestão dos estagiários selecionados.

Soil

A Soil é uma startup que aplica IoT para digitalizar e tornar inteligente um dos principais processos da agricultura: a irrigação da lavoura. Ao conectar o pivô central, responsável pela irrigação, a um aplicativo de gerenciamento remoto, o processo pode ser controlado a distância com funções, inclusive, automatizadas, além de otimizar o consumo de água, basear seu funcionamento com base em dados meteorológicos e ainda propicia, com o uso da inteligência artificial, aprimoramentos no processo, insights para a tomada de decisão e padrões de funcionamento que possibilitam um maior retorno sobre o investimento no plantio.

Dagora

A Dagora é um espaço de social learning que conecta as pessoas que querem ensinar e as que querem aprender. Com um sistema de EAD flexível e adaptativo que conta com uma rede social, seu objetivo é adaptar uma dinâmica já conhecida no mercado B2C à gestão do conhecimento em corporações e empresas, possibilitando uma revolução na forma como ensino, aprendizado e desenvolvimento de habilidades se relacionam nas organizações.

Fiscoserv

A Fiscoserv oferece uma solução inteligente e intuitiva para auxiliar na contabilidade, nas finanças e no planejamento futuro das empresas. Por meio de conceitos de business analytics e ciência de dados, o sistema permite o cruzamento de dados do cenário atual da empresa com indicadores do mercado e, por meio de inteligência artificial, gera insights, diagnósticos e previsões de resultados e custo da empresa, que auxiliam, em um outro nível, a tomada de decisões estratégicas.

Carlos Henrique Vilela

Cofundador, Head de Curadoria do HackTown / Head de Marketing e Inovação na Leucotron / Head de conteúdo do HackTalks

Mais Posts

2 Comentarios

  1. Daniel Mazzer

    6 de agosto de 2020 at 15:10

    Carlão, muito massa o artigo.
    Uma característica interessante de santa rita, no meu ponto de vista, são as empresa pequenas, com menos de 50 colaboradores. São empresas que nem precisam ser chamadas de startups, pois não se enquadram no conceito de escalabilidade conceitual das startups. Por exemplo, temos várias empresas que desenvolvem dispositivos aqui que não vão escalar para virar um unicórnio, mas que empregam 50 famílias e mantém nosso APL girando.

    Abraço

    Responder
  2. marcia de lourdes tibaes barkami

    24 de agosto de 2020 at 22:41

    Boa noite , fiquei feliz ao saber que nossa cidade é reconhecida mundialmente graças a inteligencias e criatividade dos nossos conterrâneo,gostei da materia .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Orgulhosamente Desenvolvido por Trackdev