HackTalks | Blog de Ideias e Conexões de Impacto | por HackTown
HackTalks 2020

Como Medellín se tornou a cidade mais inteligente do mundo

Carlos Henrique Vilela
Carlos Henrique Vilela 9min de leitura

De cidade mais violenta à mais inteligente do planeta: conheça essa transformação sem precedentes.

Medellín, segunda maior cidade da Colômbia, foi escolhida no ano passado a cidade mais inteligente do mundo, em um ranking feito pela publicação norte-americana Newsweek. Em 2013, já havia sido escolhida como a cidade mais inovadora do planeta em um estudo do The Urban Land Institute. São reconhecimentos incríveis, que tem um impacto ainda maior quando se lembra do passado: nos anos 80 e início dos 90, Medellín liderava todos os rankings de cidade mais violenta do mundo.

A cidade, de aproximadamente 2,5 milhões de habitantes, tem historicamente uma forte veia empreendedora, que a vem colocando em uma posição invejável em termos de qualidade de vida e desenvolvimento sócio-econômico. No passado, muito desse empreendedorismo estava direcionado ao crime, principalmente ao tráfico de drogas, com um poderoso cartel liderado por Pablo Escobar, guerrilhas, atentados e outros fatos sombrios que, felizmente, ficaram para trás.

Toda a inteligência tecnológica de Medellín fica clara na forma como a cidade vem reagindo à pandemia do covid-19, em uma união pouco comum entre governo, academia e iniciativa privada.

Entre os inúmeros exemplos, destaca-se o impressionante desenvolvimento de respiradores de baixíssimo custo, em uma ação chamada InspiraMED, por engenheiros da Unidade de Antioquia, governo local e empresas de tecnologia sediadas na cidade. Outra iniciativa marcante foi o desenvolvimento da plataforma de dados Katia Health que, a partir de inteligência artificial, machine learning e big data, estabelece “quarentenas inteligentes” com base em dados individuais, de comunidades e de regiões da cidade. Por trás da ação estão cinco startups locais.

O mais interessante é que a tecnologia de Medellín não é o que se vê em cidades com San Francisco, Boston ou Cingapura. Ao invés de carros autônomos, por exemplo, a base do que tem sido feito em Medellín é colher e trabalhar dados para tomar decisões mais informadas sobre como empregar tecnologia aos problemas locais e em onde isso terá mais impacto. Essa abordagem torna o exemplo de Medellín ainda mais singular, pois se trata de resolver problemas que impactam diretamente na qualidade de vida das pessoas, seja com soluções para as classes de menor poder aquisitivo ou de impacto geral, além em incentivar o empreendedorismo e o estabelecimento de novas empresas na área de tecnologia. 

Impactos no dia-a-dia

A aplicação da tecnologia na questão do trânsito é talvez a mais emblemática em Medellín. A cidade conseguiu melhorar boa parte dos seus problemas nesta área empregando a tecnologia de forma inteligente. Foi a primeira no mundo, por exemplo, a adotar o teleférico como meio de transporte de massa para a população mais pobre. Com suas diversas montanhas e morros, esta é hoje a melhor forma de se locomover em determinados locais, com tudo integrado a outros meios como ônibus e metrô. Além disso, conta também com longas escadas rolantes que fazem o transporte de milhares de residentes de comunidades mais necessitadas que não tem acesso aos os teleféricos.

Além disso, para reduzir a poluição e aumentar a fluência do tráfego, a cidade passou também a contar também com centenas de ônibus elétricos e criou um sistema próprio de aluguel de bicicletas, que podem ser usadas nas ciclovias que cortam a cidade. 

Medellín também conta com mais de 800 câmeras espalhadas pelas suas ruas e avenidas, gerando dados que são analisados tanto por inteligência artificial quanto por cientistas de dados, que abastecem painéis eletrônicos que orientam os motoristas sobre as melhores rotas em tempo real.

A utilização de câmeras começou em 2009, quando 40 delas foram instaladas nos cruzamentos com maior número de acidentes, tomando conta de mais de um milhão de carros por dia, gerando multas e apontando pontos em que a população necessitava ser mais educada à respeito. O sistema lê as placas dos ofensores, envia as multas automaticamente por e-mail, e apenas entre 2009 e 2014, já havia reduzido as violações em cerca de 80%.

Medellín também conta com uma série de soluções tecnológicas baseadas em sensores para detectar possíveis enchentes, desabamentos e outras catástrofes, com o monitoramento de fatores como intensidade das chuvas, níveis de água, umidade e movimentos do solo. A partir da análise dos dados, tudo é passado à população das regiões que podem ser afetadas, por meio de um aplicativo de celular que também permite que os moradores enviem suas constatações, observações e fotos que ajudam nessa detecção de potenciais riscos. Os dados auxiliam, inclusive, na drenagem de excesso de água de áreas vulneráveis para outras sem perigo.

Já para um terço da população, que ainda não possui smartphones, foram implementados mais de 150 zonas de wi-fi público, de graça, e disponibilizadas mais de 500 localidades com computadores para uso dos residentes, onde além de fazer pesquisas, podem ter acesso a cursos online gratuitos criados. 

Outro esforço interessante foi relacionado ao sistema de saúde, que também conta com o auxílio da tecnologia para facilitar o agendamento de consultas e cirurgias em hospitais e clínicas, além da facilitação do acesso aos serviços de emergência por meio de um app, o que gerou uma redução no tempo de resposta em 37%. 

A interação com o poder público também foi impactada. Para tornar mais fácil a comunicação entre o governo da cidade e a população, serviços, como acesso a atualizações na legislação, novas políticas governamentais e projetos públicos, foram digitalizados e agora podem ser consultados a partir de sites e aplicativos. Ainda é possível interagir com órgãos municipais por canais digitais, possibilitando que a população participe mais nas decisões municipais. 

Estes, no entanto, são apenas alguns dos inúmeros exemplos de como boas ideias, foco na qualidade de vida e o uso inteligente da tecnologia vem transformando o dia-a-dia de quem vive em Medellín.

O ecossistema de tecnologia e empreendedorismo

Toda essa revolução em Medellín não nasceu de uma hora pra outra. Um dos grandes saltos se deu com o surgimento de um distrito de inovação chamado Ruta N, criado como parte de um esforço para reduzir a dependência da cidade em relação à indústria e ampliar a participação da economia digital no PIB. O Ruta N oferece espaço, capital e possibilidades de investimentos, expertise, processos de aceleração e incubação, além de outros apoios necessários para a criação de startups e atração de empresas de tecnologia digital. 

Além das centenas de startups nascidas em Medellín, que hoje é um ecossistema empreendedor referência, a cidade já soma mais de 150 empresas atraídas, e hoje geram mais de 3 mil empregos. Um exemplo interessante é a Deeplearning.ai, criada em Palo Alto, na Califórnia, por Andrew Ng, profissional responsável pelo projeto Google Brain, ex-cientista-chefe do Baidu, e ex-CEO da Coursera. A empresa que tem como foco projetos de Inteligência Artificial para revolucionar a educação, escolheu Medellín para sediar seu primeiro escritório fora dos Estados Unidos.

Outros projetos notáveis que fomentam a inovação em Medellín são o Tecnoparque, aceleradora que desenvolve e fortalece ideias com grande potencial de escalabilidade, redes de investimentos-anjo como o FCP Innovacion e o Capitalia, e a plataforma Smart Capital Network, criada em uma parceria da Ruta N com o Capitalia para conectar grandes empresas e investidores com startups locais. 

Além disso, no início de 2019, durante um encontro do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, o presidente da Colômbia, Iván Duque, anunciou que Medellín será sede de um projeto inédito no continente, com foco no desenvolvimento de tecnologias ligadas à inteligência artificial, internet das coisas, drones, biomedicina e blockchain, que ele chamou de “berço da quarta revolução industrial”.

Aliás, as empresas e os projetos ligados ao empreendedorismo tecnológico tem uma ligação tão forte e atuante com o governo da cidade, que existe, inclusive, um comitê que reúne todos os meses líderes do governo e as empresas mais relevantes do ecossistema para debater e definir as políticas públicas que serão implementadas. 

Inteligência muito além da tecnologia

A tecnologia, no entanto, é apenas parte de um plano maior de recuperação de longo prazo. Tudo começou a ser plantado em 1993, logo após a morte de Pablo Escobar, quando parte da população, governo, academia e iniciativa privada começaram a se unir para debater os rumos de Medellín. Isso gerou inúmeras iniciativas, que foram desde a construção de parques, museus, bibliotecas, além de trabalhos para elevar a auto-estima da população, de fomento à economia criativa, de um pacto de continuidade na filosofia de gestão da cidade, da criação de um modelo educacional referência mundo afora, e do investimento no turismo, hoje uma das principais atividades econômicas da cidade. 

Com todo esse desenvolvimento inteligente, a transformação de Medellín é um exemplo sem precedentes. Mesmo que ainda tenha resquícios de problemas de violência e desafios sociais, o apelido de “Vale do Silício da América Latina” fica pequeno diante da superação que a cidade teve nesses pouco mais de 30 anos.

Na contramão dos projetos de cidade inteligente em que a tecnologia é encarada como um fim, em Medellín, ela serve apenas para se chegar a algo maior: a qualidade de vida, sem discriminação. E isso vem fazendo toda diferença.

Leia também:

Carlos Henrique Vilela

Cofundador, Head de Curadoria do HackTown / Head de Marketing e Inovação na Leucotron / Head de conteúdo do HackTalks

Mais Posts

1 Comentario

  1. Jorge Enrique Peñaloza V.

    24 de julho de 2020 at 23:56

    Felicitaciones por tu excelente y completo trabajo referente a Medellín.. Yo como orgulloso colombiano, aplaudo que vean de que estamos hechos para salir adelante ante cualquier obstáculo, que los buenos, somos más!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Orgulhosamente Desenvolvido por Trackdev